O homem pergunta a si próprio e ao tempo,

e ambos não oferecem respostas.
Lembram que só o momento
pode chegar a atender suas propostas.

Existem o ontem, o hoje, o amanhã e o depois.
Há também uma dúvida atroz deles dois.
Mas, uma resposta, um deles terá que dar,
senão o homem e o tempo irão parar.

O ontem já passou, não voltará jamais;
o hoje é nosso, e nos promete sempre mais.
O amanhã é indefinido, nada revela;
o depois é infinito, mas um dia chegará.

A dúvida surge, o homem permanece distante. 
A verdade floresce, o homem segue adiante.
O tempo urge, o amanhã chegará;
só não sei onde esse mistério findará.

Serra Negra
19/08/2017
SP



 
José Ernesto Views: 92

Código do texto: 30d96d30db1a292004b4622474fa89a1                  Enviado por: José Ernesto em 20/08/2017

Compartilhe este texto com seus amigos   
 
  
  

Copyright © 2017 Todos os direitos reservados. Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

 
Ler Comentários [0]


 Escrever comentário

 
Sobre o autor
José Ernesto
Serra Negra, SP, Brasil


 Ver mais textos deste autor