Sobre o autor
Marcos Lizardo
São Paulo, SP, Brasil

Perfil
Marcos Antonio Lizardo, nascido em Timburi-SP, aos 02/02/1962, filho de um farmacêutico e de uma dona de casa, quarto de sete filhos naturais e três adotados, bacharel em filosofia, essa coisa sem a qual o mundo é tal e qual, trabalhador numa empresa ligada à habitação estadual, pai de dois filhos e de dois gatos, divorciado, um pouco desenhista, outro pouco escritor e poeta, isso dizem, e tudo isso e muito mais que de mim pudesse dizer ainda não seria eu.
Desde 2005 que arrisco uns rabiscos, não posso ver folha em branco que vou logo desenhando ou escrevendo nela, isto desde os sete anos de idade, se é que me lembro. Gosto de música, claro. Se descobrir alguém que não goste, fujo dessa pessoa. Gosto de cinema. E gosto, principalmente, de livros.
Estarei por aqui com a minha obra escrita, humildemente pedindo a apreciação de quem gosta de ler e o recado de um comentário para aquele que tiver vontade, tempo e paciência, não isso tudo junto e não necessariamente nesta ordem.
Respeito muito nas pessoas tudo aquilo que podem ter em comum, como a vida por exemplo, essa estrada em que todos caminhamos, cada qual com seu passo e cada qual com sua expectativa.
Disso devemos dizer sempre que somos todos irmãos, pelo menos isso, irmãos de caminhada.
 
Textos deste autor  (clique no título para ler)
Título Categoria Views Coment.
Ainda agora Poesias 1409 0
Tem dias Poema 781 0
Duplo-cego Poema 647 0
Preguiça Poesias 763 0
Alumbramento Poesias 629 0
Não sei mais o nome Poesias 783 0
Na hora da morte Prosa Poética 969 0
A cidade é de pedra Prosa Poética 1042 1
O amor se foi Poesias 794 0
Olha-me nos olhos Poesias 658 0
Só para dizer te amo Poesias 810 0
Poema do amor perdido Poesias 626 0
Fechadura Poesias 731 0
Oremos Poesias 691 0
Só para dizer te amo Poesias 725 0
Se tu me amas Poesias 697 0
Poema de amor antigo Poesias 706 0
Porque eu te amo tanto Poesias 659 0
Como nasce o poema I Poema 557 0
Como nasce o poema II Poema 627 0
Canção do nunca mais Poesias 832 0
O que eu amo Poesias 627 0
Não me condene Poesias 802 0
Eu vou amar você Poesias 684 0
Virar-se do avesso Prosa Poética 933 0
 
1 2    próximo >>    
Total de 34 textos publicados.